postado em: 04/06/18 as 10:34, atualizado em: 04/06/18


Ameron realiza primeira reunião por videoconferência com representantes de polos


Apenas a conexão à uma rede de internet, o aplicativo e o notebook, isso bastou para a realização da primeira reunião por videoconferência entre a diretoria da Associação dos Magistrados do Estado de Rondônia (Ameron) e os representantes dos polos. O aplicativo Hangout foi utilizado para a transmissão do diálogo em tempo real entre o presidente da Ameron, desembargador Alexandre Miguel e as representantes dos polos Deisy Lorena Ferraz (Ariquemes) e Karina Miguel Sobral (Guajará-Mirim).

O presidente da Ameron, desembargador Alexandre Miguel, se mostrou entusiasmado com a utilização da nova ferramenta pela potencialidade em dinamizar as ações da instituição. “As novas tecnologias tem facilitado os trabalhos dos juízes em alguns fóruns. Tivemos magistrados utilizando aplicativos para realizar oitivas, interrogatórios e intimações para proporcionar maior celeridade e economicidade nas ações judiciais. Então pensamos em adotar essas novas ferramentas para ouvir às necessidades e as opiniões dos associados que moram distante da capital. A primeira experiência demonstrou a redução de custos com viagens de um lado, mas valorizou a aproximação da Associação com os magistrados que residem no interior do estado”, avalia o presidente da Ameron. A reunião serviu como teste com a inovação tecnológica e encurtou as distâncias entre Porto Velho, Ariquemes e Guajará-Mirim.

Para a juíza Deisy Lorena Ferraz que representa o polo de Ariquemes a experiência foi sensacional por conta da excelente qualidade de som e vídeo. “Creio que as futuras reuniões da Ameron, seja da Diretoria ou com a participação dos demais associados, serão bem mais interativas, notadamente pela interação em tempo real. A videoconferência proporciona mais efetividade nas atividades da Ameron à medida que as informações, debates e discussões podem ser feitas em um único momento, com pré-agendamento, a fim de que, um maior número de associados participe, outorgando mais legitimidade às decisões”, analisa a magistrada.

Enquanto que a representante do polo de Guajará-Mirim, juíza Karina Miguel Sobral, descreve a experiência como eficiente pela facilidade de tornar o diálogo mais objetivo e direto. “Neste primeiro contato, o Presidente colocou sua preocupação com a aproximação da Ameron e dos magistrados, que será proporcionada por esta ferramenta, informando acerca do projeto de reuniões periódicas por este meio. Conversou-se sobre o uso das videoconferências para apresentação de pautas a serem levadas a diversos órgãos e a comunicação das atividades desenvolvidas pela Ameron, além da possibilidade dos magistrados em colocar à Ameron as suas necessidades e anseios”, destaca a juíza.

Nesse mês de junho, o presidente da Ameron vai realizar outras reuniões com os demais representantes de polos.

Fonte: Assessoria de Comunicação - Ameron

comments powered by Disqus