postado em: 13/11/18 as 11:00, atualizado em: 13/11/18


​Escolas do interior de Rondônia recebem retroprojetores da Ameron por desempenho no I Concurso de Redação


O jubileu de Coral da Associação dos Magistrados do Estado de Rondônia (Ameron) foi especial, isso porque a magistratura comemorou o aniversário de 35 da instituição junto com a sociedade ao promover pela primeira vez um concurso de redação com os alunos das escolas públicos de todo o Estado. O concurso contou com o apoio cultural da Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (Fiero), do Sicoob Portocredi, da Eucatur, da Secretaria Municipal de Educação de Porto Velho e da Secretaria Estadual da Educação de Rondônia.

Os participantes do concurso foram divididos em duas categorias, sendo elas – Categoria I (alunos do Ensino Fundamental do 5º ao 9º ano e EJA), Categoria II (alunos do 1º ao 3º ano e EJA) e Categoria III (Escolas - os três estabelecimentos de ensino que desenvolvessem as melhores práticas de mobilização escolar, tendo como critério a unidade escolar com maior número de estudantes entre os 50 mais bem pontuados seriam premiadas com um retroprojetor cada).

Da área rural de Espigão do Oeste está localizada a Escola Teobaldo Ferreira, a instituição foi a campeã na categoria Escola por conseguir inserir o maior número de candidatos entre os 50 mais bem pontuados, foram seis alunos. A escola detinha quatro retroprojetores, três estão com defeitos e inutilizados, o outro está desgastado pelo tempo. A vitória no I Concurso de Redação da Ameron credenciou o direito de a instituição receber um novo retroprojetor que começará a ser utilizado a partir da próxima semana. “Apesar de ser uma escola com crianças carentes e localizada em um bairro pobre, nós superamos obstáculos, pois já vencemos outros prêmios porque nossos alunos gostam de participar desses desafios. Nós ganhamos duas Olimpíadas de Língua Portuguesa e também uma OBEMEP. Só temos a agradecer o empenho dos nossos professores porque motivam os nossos alunos a participar desses eventos”, conta a supervisora pedagógica da escola, Nilza Ferreira da Silva. A Escola Teobaldo Ferreira também emplacou a aluna Heloísa de Oliveira Santos na terceira colocação na Categoria Ensino Fundamental.

Na segunda colocação ficou a Escola Paulo Freire, da cidade de Presidente Médici, a unidade também foi destaque na Categoria Ensino Médio com a aluna Larissa dos Santos Lopes com a nota mais alta entre todas as 134 redações recebidas em ambas categorias. “Todos os concursos que são lançados, nós estimulamos os nossos alunos a participar. Os professores hoje vêem como grande dificuldade os estudantes no processo de produção textual. O tema lançado pelos magistrados é uma iniciativa que provoca os alunos a mostrarem as idéias que tem sobre a Justiça para a nossa sociedade. Para a escola só vai acrescentar o uso desse retroprojetor aos bens que conquistamos com muita dedicação”, avalia a diretora da Escola Paulo Freire, Jocilene Eugênio de Souza, que inseriu cinco estudantes entre os 50 com melhor desempenho.


A cidade de Ji-Paraná também foi representada na solenidade de entrega dos prêmios do I Concurso de Redação da Ameron, tendo a Escola Edilce dos Santos classificada na terceira colocação na Categoria Escolas, com quatro estudantes mais bem posicionados em uma classificação geral unificando os participantes dos Ensinos Fundamental e Médio. “Nós temos investido bastante nessa questão da leitura, inclusive estamos com o Projeto Excelência que trouxe para nós uma linda sala de leitura e, assim, os professores tem trabalhado bastante. Quando houve o lançamento do concurso, o professor se empenhou muito e até fez um grupo de Whatsapp para os alunos estarem mandando as redações e tirando dúvidas. O meu filho mesmo foi um dos alunos que se inscreveu e ficou até a madrugada mandando mensagem para o professor para esclarecer dúvidas. Foi realmente uma experiência incrível”, salienta a vice-diretora da escola, Maria Medianeira Alves dos Santos.

Na solenidade de entrega dos prêmios aos vencedores, o presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia, desembargador Walter Waltenberg da Silva Júnior, ficou encantado com a ação desenvolvida pela Ameron. “São projetos como esse, desenvolvido pela Associação dos Magistrados do Estado de Rondônia, que coloca a Justiça rondoniense mais próxima do cidadão, imbuindo as pessoas a buscarem o conhecimento do nosso trabalho e tendo a consciência de que estamos diurnamente pensando no povo de Rondônia e na solução dos conflitos que se apresentam em nossa jurisdição”, pontuou.

A primeira edição do Concurso de Redação da Ameron contou com a participação de 134 candidatos, 21 escolas envolvendo 11 municípios de Rondônia. O concurso teve o apoio cultural da Fiero, Sicoob Portocredi, Eucatur, Secretaria Estadual de Educação de Rondônia, Secretaria Municipal de Educação de Porto Velho.

Fonte: Assessoria de Comunicação - Ameron

comments powered by Disqus