postado em: 03/09/19 as 13:00, atualizado em: 03/09/19


Justiça e Cidadania na Escola – Prazo de entrega das Redações é prorrogado


As inscrições para o concurso de redação do Projeto Justiça e Cidadania na Escola - promovido pela Associação dos Magistrados do Estado de Rondônia (Ameron), em parceria com a escola da Magistratura (Emeron) – encerrariam na última sexta-feira (30), mas a Comissão Organizadora do concurso estendeu o prazo para o recebimento das redações e dos planos de mobilização das escolas para melhor adequar ao calendário letivo da rede pública.

A temática desse ano é “Justiça e Cidadania também se aprendem na escola: meu conhecimento faz justiça”, podendo participar das atividades os alunos do 1º ano do ensino médio de 64 escolas estaduais dos municípios sedes de todas as comarcas do Poder Judiciário de Rondônia, abrangendo mais de 10 mil estudantes.

Ao longo de três meses, magistrados da capital e do interior do Estado visitaram as escolas públicas com a finalidade de levar conhecimento mais profundo a respeito do papel desempenhado por cada ator envolvido em um Júri como o promotor de justiça, os jurados, o juiz, o defensor público e/ou advogado, os policiais militares e o réu. Além de levar o magistrado até a instituição de ensino para palestrar, o projeto também proporcionou com que os estudantes visitassem os fóruns e, em alguns casos, simulassem sessões de audiências e Júris.

O concurso prevê prêmios as Escolas, aos professores orientadores e aos estudantes. A premiação da Categoria Aluno deve acontecer entre os dias 23 e 30 de setembro nas respectivas comarcas. Enquanto que a premiação nas Categorias professor e escola está prevista para o dia 18 de outubro.

O projeto Justiça e Cidadania na Escola tem o apoio da Secretaria Estadual de Educação (SEDUC), Ciclo Cairu e Supermercados Irmãos Gonçalves. Para consultar o regulamento na íntegra, basta acessar o edital clicando aqui

Consulte também o termo aditivo de prorrogação para a entrega dos materiais aqui

Fonte: Assessoria de Comunicação - Ameron

comments powered by Disqus