postado em: 13/02/20 as 08:00, atualizado em: 23/03/20


​Magistrada de Rondônia receberá menção honrosa no X Prêmio Conciliar é Legal

Solenidade será realizada pelo CNJ na próxima terça-feira em Brasília (DF)


Magistrada Ana Valéria Queiroz Zipparro (Foto: Reprodução/Internet)As audiências de conciliação são soluções adequadas do Poder Judiciário para conflitos. Elas possibilitam que ações judiciais sejam resolvidas com mais agilidade, diminuindo o excesso de processos e favorecendo o jurisdicionado. Após apresentar a prática “Conversas Eficazes, Prestação Jurisdicional Excelente”, a juíza de direito de Rondônia Ana Valéria Queiroz Zipparro irá receber menção honrosa no X Prêmio Conciliar é Legal. A solenidade ocorrerá na próxima terça-feira (18), durante a 1ª Sessão Ordinária de 2020 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), em Brasília (DF).

Lançado em 2010, o X Prêmio Conciliar é Legal busca identificar, estimular e disseminar ações que tenham como foco a modernização do Poder Judiciário, contribuindo para a pacificação das partes e, consequentemente, o aprimoramento da Justiça. O prêmio destina-se a homenagear magistrados, tribunais, instrutores de mediação e conciliação, instituições de ensino, professores, estudantes, advogados, usuários, empresas ou qualquer ente privado, que se inscrever e apresentar práticas que podem contribuir para a solução consensual de conflitos.

A 10ª edição do prêmio contou com 46 práticas na disputa. Vinte e duas iniciativas que ajudaram a fortalecer a política de resolução de conflitos por meio da conciliação e mediação vão receber a premiação concedida pelo (CNJ).

Nesta edição, mais de 806 mil pessoas foram atendidas e as homologações de acordos superaram R$ 1,9 bilhão. Em volume de acordos financeiros, o resultado de 2019 superou em 26,6% o de 2018, que foi de R$ 1,5 bilhão.

Fonte: Ascom Ameron

comments powered by Disqus